Fechar

Aeroportos



Compartilhar:

RSS

Brasília, Campinas, Curitiba e Vitória têm os melhores aeroportos do país

Brasília, Campinas, Curitiba e Vitória têm os melhores aeroportos do país

A edição 2020 do Prêmio Aeroportos + Brasil teve como principais vencedores os terminais de Brasília/DF, Campinas/SP, Curitiba/PR e Vitória/ES. Os melhores aeroportos do país foram definidos com base nos resultados consolidados da pesquisa de satisfação do passageiro ao longo de 2019, divididos em três categorias. A Azul venceu, pelo segundo ano consecutivo, as duas categorias que avaliam o desempenho das companhias: o “check-in mais eficiente” e a “restituição de bagagem mais eficiente”. Nesta edição, houve empate entre Campinas e Curitiba na categoria de 5 a 15 milhões de passageiros. Ambos atingiram média anual de satisfação geral de 4,74 e dividiram o prêmio. O Aeroporto de Vitória, grande vencedor na categoria até 5 milhões de passageiros, atingiu nota média de 4,64. Já Brasília, que teve o primeiro lugar na categoria acima de 15 milhões de passageiros/ano, alcançou 4,48 na avaliação dos viajantes. Além do grande prêmio, outros cinco indicadores foram avaliados para agraciar os vencedores. Florianópolis ganhou destaque como o “aeroporto que mais evoluiu” ao longo do ano anterior, com crescimento de 13,6%. Dentre os aeroportos que processam até 5 milhões de passageiros ano, Maceió venceu em três indicadores: “raio-x mais eficiente”, “controle aduaneiro mais eficiente” (Receita Federal/AL) e “mais serviços ao passageiro” (em empate com Florianópolis/SC). O “controle migratório mais eficiente” ficou com Manaus (Polícia Federal/AM). Além do prêmio principal da categoria de 5 a 15 milhões de passageiros, Curitiba conquistou as melhores notas em três outros indicadores: “controle migratório mais eficiente”, “controle aduaneiro mais eficiente” e “aeroporto com mais serviços ao passageiro” (empatado com Campinas/SP). A pesquisa ouviu 94.549 usuários durante o ano. O conjunto dos 20 aeroportos avaliados atingiu média de satisfação geral de 4,43 em 2019, ante 4,35 em 2018, um crescimento de 1,8% da nota. Mais informações em https://www.infraestrutura.gov.br/.




Publicidade